quarta-feira, 5 de setembro de 2007

DROGAS - ACHTUNG

Clique aqui e descubra como elas chegam até seu cérebro!


Cocaína

Normalmente é aspirada, mas também pode ser diluída em soro e injetada na veia. O crack (forma sólida do mesmo princípio ativo) é fumado

Euforia, sensação de autoconfiança e bem-estar. Doses maiores podem gerar paranóia, irritabilidade e comportamento violento

Dependência, problemas cardíacos e circulatórios, redução do impulso sexual e o agravamento de problemas psiquiátricos

Desde a Antiguidade, os incas mascavam folhas de coca para fazer grandes esforços físicos. A droga purificada ganhou popularidade na Europa no século 19


Tetraidrocanabinol (THC)

Sensação de relax, maior sensibilidade, perda da coordenação motora e da memória recente. Em altas doses, pode causar paranóia

A principal conseqüência do uso crônico são complicações pulmonares, como a bronquite. Enquanto usa a droga, a pessoa piora sua capacidade de aprendizagem e memória

clique na verdadeira história sobre a maconha

A maconha é uma mistura de folhas e flores secas da planta Cannabis sativa. O uso psicoativo da droga existe.


Metilenodioximetil-anfetamina (MDMA)

Via oral, em comprimidos

Sensação de bem-estar generalizado, alucinações visuais e táteis, agitação, aumento dos batimentos cardíacos e da temperatura corporal

Não há pesquisas conclusivas, mas os cientistas suspeitam de uma relação entre o consumo de ecstasy e o desenvolvimento de depressão

O MDMA foi sintetizado pela primeira vez pelo laboratório Merck, em 1914. O uso recreativo da droga ficou popular nos anos 80, na Europa, em ambientes de música eletrônica.


Heroína

A aplicação na veia é a forma mais tradicional. Quando mais concentrada, ela pode ser aspirada em pó

Nos primeiros minutos, sensação de êxtase comparada à de um orgasmo. Depois, o usuário fica horas sedado, relaxado, livre de sensações de dor

Tem a crise de abstinência mais violenta. O usuário tem náusea, vômito, diarréia, dores musculares, insônia, febre, taquicardia e maior sensibilidade à dor

A heroína é uma droga criada em laboratório, no final do século 19, a partir da morfina, que é um derivado do ópio.


Várias substâncias solventes são usadas como droga, como tolueno (cola de sapateiro), cloreto de etila (lança-perfume) e clorofórmio (loló)

Essas substâncias são líquidos muito voláteis, cujo vapor é facilmente inalado pelo nariz e pela boca

Sensação de relaxamento e embriaguez, às vezes acompanhada de alucinações auditivas e visuais. Desmaios são freqüentes

Causam lesões cerebrais e complicações em vários órgãos, como pulmões, rins e coração

São utilizados desde o século 19 em processos industriais. No século 20 o uso como droga se popularizou.

Fonte:Mundo Estranho

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails