quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Consumismo é incompatível com preservação do planeta

A luta contra o aquecimento global passa por uma renúncia ao consumismo para favorecer assim as iniciativas compatíveis com um desenvolvimento sustentável do planeta, segundo um relatório publicado na terça-feira (12) pelo Worldwatch Institute, com sede em Washington.

"Temos visto esforços para combater a crise mundial provocada pela mudança climática nos últimos anos, mas proceder a essas mudanças tecnológicas e políticas e manter uma cultura centrada no consumismo e no crescimento não é algo compatível", afirmou Erik Assadourian, do Worldwatch Institute.

As despesas com o consumo nos países industrializados compreendem cerca de 70% do Produto Interno Bruto.

Segundo o relatório anual da instituição, a população mundial consumiu US$ 30,5 trilhões em bens e serviços em 2006, um aumento de 28% em dez anos.

Esse forte crescimento do consumo implica uma explosão da extração de matérias-primas e do consumo de energia.

Segundo ainda a instituição, os 500 milhões de pessoas mais ricas do mundo (cerca de 7% da população) são responsáveis por 50% das emissões de COºº2ºº, contra 6% dos três bilhões mais pobres. Fonline

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails