quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Carro Clonado

Os carros recebem uma série numérica que é gravada no chassi, motor, vidros e carroceria. Esses números são registrados com uma máquina especial, instalada na linha de montagem, já os vidros saem marcados da fornecedora.

Existe um controle rigoroso dentro das fábricas por parte do Denatran, mas os criminosos conseguem acesso a todos os números do veículo, inclusive ao Renavam. As quadrilhas anotam o número da placa de um veículo na rua, cor e o modelo e puxam todas as informações sobre o veículo para fazer a clonagem.

Os peritos só conseguem identificar a diferença porque a cópia nunca é perfeita, já que a máquina e o processo utilizado não são os mesmo das fabricantes.

É preciso ficar ligado para não comprar um carro clonado, e acontece muito. Na hora que as pessoas vão fazer o seguro que descobrem, mas normalmente dá tempo de devolver o carro.

Para evitar problemas durante a compra do veículo você deve consultar o histórico do carro por meio de despachantes ou do próprio Detran.

No caso do seu carro for clonado e vierem multas, a única coisa que pode ser feita é justificar com algum documento anexo que prove o local onde esteve o verdadeiro carro no momento da infração, como um bilhete de estacionamento, no site do Denatran há as instruções para o procedimento.

Já para descobrir se o carro está irregular, basta fazer uma vistoria de chassi no Ciretran da cidade.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails